Agências do trabalhador oferecem mais de mil vagas de emprego nesta sexta

No momento você está vendo Agências do trabalhador oferecem mais de mil vagas de emprego nesta sexta
A quantidade de oportunidades é a maior registrado neste ano e quase três vezes mais do que o primeiro recorde, alcançado há menos de um mês. (Imagem: divulgação)

As agências do trabalhador disponibilizam 1.063 vagas de empregos, nesta sexta-feira (9/10). Há oportunidades para todos os níveis de escolaridade. O número é o maior registrado neste ano.

Dentre as vagas oferecidas, os profissionais mais procurados são vendedor (158 vagas), repositor de mercadorias (100), açougueiro (94), padeiro (50), pizzaiolo (31), ajudante de carga e descarga de mercadoria (20), auxiliar de estoque (18), atendente balconista (10) e conferente de mercadoria (10). Nessas áreas, há oportunidades para quem tem níveis de escolaridade fundamental ou médio.

A área da saúde também aparece com variedade na procura por profissionais. Dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas e psicólogos clínicos, além de professor de enfermagem, somam 42 vagas. Todas elas pagam a remuneração por dia ou hora, variando entre R$ 18,33 e R$ 96,90, mais benefícios.

Também há vagas para auxiliar técnico eletrônico (50), instalador de sistemas eletroeletrônicos de segurança (42), analista de marketing (30) e agente de ação social (25). A remuneração vai de R$ 18,33 por dia a R$ 1,2 mil mensais, mais benefícios.

Vale lembrar que é preciso ficar atento à exigência de escolaridade e de experiência profissional para cada uma das vagas. Todas as oportunidades podem ser conferidas aqui.

Quem tiver interesse em concorrer a qualquer uma das vagas deve procurar uma das agências do trabalhador, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Em razão da pandemia de covid-19, 15 das 18 unidades estão em atendimento presencial. Estão fechadas, temporariamente, as agências do Paranoá, do Guará e da Câmara Legislativa. Outra possibilidade é o aplicativo Sine Fácil que, em virtude da crise sanitária, também disponibiliza o serviço.

Com informações da Agência Brasília e do Correio Braziliense

Deixe um comentário