Dispositivos IoT: mercado de automação residencial se torna setor promissor

No momento você está vendo Dispositivos IoT: mercado de automação residencial se torna setor promissor
Uma das premissas para confirmar essa tendência é o alto investimento de empresas brasileiras em cursos e capacitação. (Imagem: Freepik)

Conforto, economia, segurança e praticidade são algumas das vantagens de quem tem ou quer ter um lar high tech (em português, “alta tecnologia”). E essa realidade está cada dia mais presente na vida dos brasileiros. Dados de 2018 da Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial (AURESIDE), apontou que os dispositivos IoT (Internet das Coisas) para residências inteligentes entrarão em 53,9% das residências nos EUA até 2023. Até 2015, o Brasil ocupava a sexta posição em mercado de automação e o estudo revelou uma grande tendência a subir de posição.

Uma das premissas para confirmar essa tendência é o alto investimento de empresas brasileiras em cursos e capacitação. Por perceber um crescimento no setor, empresários se aperfeiçoam e buscam levar conhecimento a outros profissionais.

O diretor da Seype Engenharia, com sede no Distrito Federal, Júlio Seype, relata que, somente em 2020, a procura por serviços de automação em sua unidade teve um crescimento três vezes maior quando comparado ao ano anterior. Para o engenheiro mecatrônico, especialista em gestão de projetos, o crescimento se deve ao aumento da procura de investidores e pessoas físicas e jurídicas por projetos elétricos e de automação com o objetivo de aumentar o conforto de suas instalações.

“São vários os benefícios, mas podemos citar alguns de destaque como, por exemplo, a segurança, o conforto e praticidade no dia a dia. A automação residencial é uma nova vertente da engenharia civil onde a tecnologia é utilizada para facilitar tarefas que uma pessoa faz durante o dia, e torná-las automáticas”, pontua.

Com tanta procura, o mercado se torna cada dia mais exigente. A era da indústria 4.0 utiliza a IoT (Internet das Coisas) e vive a transformação digital. O uso intenso de novas tecnologias acompanha mudanças cada vez mais rápidas, tanto no ambiente de trabalho quanto na vida pessoal. São muitos os desafios e, um deles, é relativo à capacitação profissional.

Para o gestor Júlio Seype, o uso adequado e eficiente de novas técnicas e ferramentas de trabalho são necessários, assim como novos conhecimentos e visão estratégica. Em dezembro passado, o empresário com mais de dezesseis anos no mercado e grande experiência na área acadêmica, iniciou no mercado de capacitação. Em seu primeiro curso, Júlio, trouxe o conceito e aplicação da automação residencial. Para o primeiro trimestre de 2021, o especialista já tem engatilhado um novo projeto: o Curso de Integradores de Automação Residencial (AR) que ocorrerá em módulos e tem como objetivo ensinar os participantes a projetar sistema de AR. Ao final, concluído cada módulo, o participante recebe emissão de certificado e, ao final do curso, o certificado de integrador.

“Com a tecnologia em evidência, o mercado de automação ganha cada dia mais adeptos. Com isso, surgem, também, diversas oportunidades de trabalho que necessitam de mão-de-obra qualificada. Estamos apostando neste mercado porque entendemos que qualificação é o grande diferencial dentro de um setor”, finaliza.

Deixe um comentário