Industriais brasilienses permanecem confiantes, mas reveem expectativas

No momento você está vendo Industriais brasilienses permanecem confiantes, mas reveem expectativas

O Índice de Confiança do Empresário Industrial do Distrito Federal (Icei-DF) completou 14 meses acima da linha de 50 pontos, que separa confiança de falta de confiança. Em setembro, ficou em 57,9 – resultado 5,4 pontos maior do que o apurado no mesmo mês do ano passado. Em relação a agosto, houve queda de 1,2 ponto.icei agosto 19

Assim como o índice nacional, o Icei-DF tem oscilado em 2019, mas se mantido positivo. “A economia local está em trajetória ascendente desde o ano passado e, na indústria, a retração está cessando. A roda está começando a voltar a girar com os investimentos na área de construção civil, responsável pela alta da confiança no setor industrial do DF, mas a continuidade desse movimento dependerá do estímulo aos outros segmentos industriais”, afirma o presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), Jamal Jorge Bittar.

O Icei-DF mede mensalmente a percepção das condições atuais e as expectativas de empresários da indústria quanto à economia nacional, à economia local e à própria empresa. O indicador de condições atuais cresceu pelo segundo mês seguido, passando de 51 pontos, em agosto, para 52,4, em setembro. O que mais contribuiu para essa alta foi a percepção sobre o desempenho do próprio negócio.

O indicador referente às expectativas, por sua vez, se ajusta após ter disparado na campanha eleitoral e na virada do ano e agora se aproxima mais da realidade da atividade industrial. Em setembro, caiu de 63,2 pontos para 60,7, provocando a queda observada de um mês para o outro no Icei-DF.

A pesquisa é realizada mensalmente pela Fibra, em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi do DF (IEL-DF) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os últimos dados foram coletados na primeira quinzena de setembro.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra

Deixe um comentário