Instituto Samaúma promove expedição de turismo sustentável para jovens de baixa renda em Brasília

No momento você está vendo Instituto Samaúma promove expedição de turismo sustentável para jovens de baixa renda em Brasília
(Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília)

Com o objetivo de proporcionar acesso à maior biodiversidade do mundo e a discussões sobre clima e cultura , o Instituto Samaúma, uma iniciativa da Vivalá – Turismo Sustentável no Brasil, realizará a Expedição Caminhos Sustentáveis no próximo dia 19 de julho. Com investimento do Instituto Bancorbrás, a atividade beneficiará 100 crianças e jovens de 11 a 14 anos, provenientes das organizações sociais Pró Vida (Recanto das Emas) e Instituto Mãos Solidárias (Ceilândia).

Acompanhados por voluntários do Instituto Bancorbrás, responsáveis das organizações, guias e facilitadores da Vivalá e do Instituto Samaúma, além de especialistas em história e biodiversidade, os participantes seguirão um roteiro de afroturismo intitulado “Brasília Negra”, guiados por uma historiadora negra que tem o intuito de aprofundar a importância da população negra na fundação da capital nacional, além de outras questões culturais e espirituais do passado e do presente. A programação inclui também uma visita ao Parque Nacional de Brasília, com trilhas pelo Cerrado, piscinas termais e atividades educativas sobre a biodiversidade brasileira e mudanças climáticas. A saída está programada para às 08h, com retorno previsto para o final da tarde, garantindo transporte, alimentação, passeios, acompanhamento e seguro aos participantes ao longo do dia.

“É urgente proporcionar acesso para as crianças e jovens de baixa renda, preparando as futuras gerações para promover o desenvolvimento sustentável. Estamos todos no mesmo planeta e é importante que todos tenham conhecimento sobre biodiversidade, mudanças climáticas e economia verde, independentemente de sua condição econômica”, comenta Daniel Cabrera, cofundador e diretor-executivo da Vivalá e do Instituto Samaúma.

Com um plano ambicioso de alcançar 10 mil crianças contempladas por ano, o Instituto está intensificando a divulgação de suas ações e buscando parceiros que compartilhem desse propósito transformador. Até o mês de junho, o projeto chamado de Caminhos Sustentáveis já tem confirmadas cerca de 500 crianças e jovens que poderão vivenciar experiências únicas e gratuitas próximas à rica biodiversidade e à cultura tradicional brasileira nas cidades de Brasília, Belo Horizonte (MG) e São Paulo (SP).

Roberta Abreu, gerente executiva do Instituto Bancorbrás, destaca que as expedições em unidades de conservação facilitam a aproximação com a natureza e as comunidades locais. “As expedições em unidades de conservação promovem uma interação com a natureza e uma imersão significativa nas comunidades locais, fortalecendo a preservação ambiental e as economias regionais, o que foi um diferencial para firmar essa parceria de muito respeito e sucesso. A sinergia com os valores e objetivos do Instituto Bancorbrás é crucial, refletindo nosso compromisso compartilhado de promover o turismo  sustentável de forma colaborativa”.

Saiba mais sobre o Instituto Samaúma

Fundado em 2023, o Instituto Samaúma é uma iniciativa da Vivalá e tem como missão atuar na formação de jovens brasileiros de baixa renda para um futuro sustentável, gerando acesso gratuito a experiências profundas em biomas brasileiros e em conjunto com comunidades tradicionais.

Sendo a 5ª maior nação em extensão territorial e a 7ª em população, o Brasil concentra a maior biodiversidade do planeta, com 20% das espécies da Terra, além de mais de 85% de sua matriz energética a partir de fontes renováveis. Ao mesmo tempo, quase metade das 67 milhões de crianças e jovens do país encontra-se em situação de vulnerabilidade, e é justamente a esse público que o Instituto Samaúma busca oferecer experiências antes reservadas somente àqueles com maior poder aquisitivo, diminuindo assim a desigualdade e abrindo novas possibilidades futuras a essa camada da população.

O Instituto Samaúma conta com o apoio de organizações de peso, como a Organização das Nações Unidas (ONU), por meio de seu Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços do Governo Federal (MDIC), o Instituto Bancorbrás e a North Carolina State University.

Como posso contribuir?

Organizações podem financiar saídas, contribuindo para que crianças e jovens tenham acesso a este tipo de oportunidade, marque uma reunião com o time do Instituto. Já pessoas físicas podem participar por meio da campanha “Uma eu pago”: contribuindo com R$ 1,50 por dia, é possível garantir que uma criança de baixa renda terá uma experiência de viagem na natureza e em conjunto com comunidades tradicionais por ano. Para saber mais, acesse www.vivala.com.br/instituto-samauma.

LEITORES ESTRATÉGICOS
Participem do canal STG NEWS – o portal de notícias sobre estratégia, negócios e carreira da Região Centro-Oeste: https://x.gd/O20wi

Deixe um comentário