Ministério da Cultura e SPIC Brasil apresentam programa cultural “Ilha da Imaginação” em São Simão e região

No momento você está vendo Ministério da Cultura e SPIC Brasil apresentam programa cultural “Ilha da Imaginação” em São Simão e região
Divulgação

Incentivo à leitura e à produção audiovisual, estímulo à imaginação das crianças, a construção de relacionamentos sólidos com a comunidade e capacitação são os pilares do programa Ilha da Imaginação, que hoje atua diretamente na comunidade de São Simão (GO) e região. O programa cultural inovador tem deixado uma marca positiva e duradoura na vida de crianças e adolescentes, capacitando-os por meio de cursos, workshops e oficinas itinerantes.

O programa, que acontece desde 2019, já atendeu cerca de 50 mil jovens em mais de 120 escolas públicas da região. O foco é capacitar crianças e adolescentes, de 8 a 18 anos, para a leitura e produção audiovisual com cursos, oficinas e produção de filmes de animação. O programa é realizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, patrocinado pela SPIC Brasil e realizado pelo Instituto Maker, pela AKM Performma, Ministério da Cultura e Governo Federal- União e Reconstrução, sob gestão da executiva de projetos culturais do Instituto Maker, Danielle Cabral. Ela é goiana, reside em São Paulo, onde foi professora da ESPM por 7 anos, e estudou Artes na Universidade Sorbonne Nouvelle em Paris, onde viveu por 5 anos. Com experiência de 20 anos à frente de projetos culturais patrocinados por grandes empresas, ela assumiu a gestão do programa este ano.

Atualmente, 130 crianças de escolas públicas de São Simão participam das atividades de leitura e produção audiovisual no contraturno escolar. No Espaço Ilha da Imaginação, durante nove meses de aula, os alunos têm acesso a aulas práticas e teóricas nos cursos de formação e avançado de animação 2D, curso de 3D, monitorias, oficinas de contação de história, animação Stop Motion ou Pixilation, entre outros.

Os alunos são capacitados para se tornar futuros profissionais de animação em diversas funções, como roteirista, designer de personagens, desenho de cenários, diretor de arte, animador 2D e 3D entre outras. Hoje arteducadora, Sara Regina Morais foi aluna do Ilha da Imaginação e afirma que o projeto foi o grande responsável por concretizar seu sonho de trabalhar com o que sempre quis: desenhar. Outro ex-aluno é Ezequiel Lopes, atualmente animador 2D (como jovem aprendiz) no Lightfram Studios no Rio de Janeiro, onde já contribuiu para a criação de personagens de jogos mundialmente reconhecidos.

Os alunos que participam do programa cultural recebem uniforme, material pedagógico, lanche e transportes gratuitos até o espaço onde são realizados os cursos.

De acordo com a gestora do projeto pelo Instituto Maker, o Ilha da Imaginação é um catalisador de oportunidades educacionais e culturais. “Por meio da prática diária da leitura e da oferta de uma ampla gama de atividades que visam estimular a imaginação, a criatividade e o pensamento crítico, temos o objetivo de transformar o roteiro da vida dessas crianças e adolescentes”, explica Danielle Cabral.

Oficinas Itinerantes

O programa, que não se concentra apenas em São Simão, tem as suas atividades estendidas para regiões próximas, a exemplo das cidades de Ituiutaba (MG), Inaciolândia (GO), Paranaiguara (GO), Quirinópolis (GO), Santa Vitória (MG) entre outras, ampliando assim seu alcance e impacto. Nesse caso, são realizadas oficinas itinerantes gratuitas de leitura e animação nas escolas estaduais e municipais da região, com carga horária de 4h para alunos de 8 a 15 anos. O programa já distribuiu mais de 50 mil livros gratuitamente durante as oficinas itinerantes.

Roberto Monteiro, Diretor de Comunicação da SPIC Brasil, destaca a importância do programa para auxiliar no desenvolvimento social local. “Acreditamos que a cultura e a educação são ferramentas poderosas de transformação, e o Projeto Ilha da Imaginação está empenhado em fazer a diferença na vida das crianças e jovens da região. Ele tem sido um farol de aprendizado para todos os envolvidos”, finaliza Roberto Monteiro, diretor de comunicação da SPIC Brasil.

Seleções e premiações

Os filmes e séries produzidas pelos alunos do Ilha da Imaginação foram selecionados para 50 categorias em festivais e mostras nacionais e internacionais de cinema entre 2020 3 2023. São eles: Pig Brothers, A Cidade Imortal, 100 Medos. Renascida das Águas, Star Pig e Tatá e os Amigos do Cerrado.

O filme Tatá e os Amigos Do Cerrado foi contemplado como a melhor animação no 5º Festival de Cinema de Jaraguá do Sul (2022), como melhor direção de arte, melhor roteiro e melhor trilha sonora no 15º Curta Taquary (2022).

Deixe um comentário