Qual a relação entre seus colaboradores e sua marca?

No momento você está vendo Qual a relação entre seus colaboradores e sua marca?
Rawpixel

A empresa tem bons produtos, investe em marketing, tem uma boa organização interna e planejamento anual, mas ainda não vê o colaborador como parte estratégica da empresa. Pesquisa realizada em 2017, por Fredy Machado, por meio do aplicativo Survey Monkey, aponta que 36,52% dos profissionais estão infelizes com o trabalho que realizam e 64,24% gostariam de fazer algo diferente do que fazem hoje para serem mais felizes.

Segundo o especialista em marketing e estratégia de negócios Frederico Burlamaqui, colaborador feliz rende mais, se esforça o dobro para trazer resultados e se torna peça fundamental para o sucesso da empresa.

“E não é de salário que estamos falando. Claro que a remuneração condizente com a função é essencial para a satisfação profissional dos colaboradores, mas outros fatores também têm peso grande nessa sensação”, afirma.

Confira as dicas do especialista para engajar os colaboradores e fortalecer a marca da empresa:

Informação constante

Independente da função, todo colaborador é importante para a empresa. Seja a pessoa que cuida da limpeza, quanto o gerente, todos desejam se sentir parte e sim, eles são possíveis divulgadores da sua marca. Apresente a empresa, os produtos e serviços para todos, mostre o que é feito e dê feedbacks do trabalho realizado por eles.

Marketing Interno

Crie mecanismos de comunicação com os colaboradores, por meio de newsletters, uma reunião mensal geral, um café da manhã para que eles possam estar atualizados com o momento da empresa, tirar dúvidas e se sentir parte do negócio. Investir na comunicação dentro da empresa elimina achismos e ruídos de comunicação, e cria colaboradores instruídos e engajados com os objetivos da empresa.

Unificação da Comunicação Externa

Apresente para todos os colaboradores a campanha de marketing e quais as expectativas de vendas da empresa. Quais serão as peças utilizadas, como será a estratégia de venda para os clientes, quais os benefícios do produto/serviço, como os clientes serão abordados e qual o público esperado. Assim, você cria mais chances de ampliar o conhecimento do que a sua empresa faz e, consequentemente, terá mais defensores do seu negócio.

Crescimento profissional

Salário compatível com a função é importante, mas outros benefícios também contam muito na satisfação do colaborador. Independentemente do tamanho da empresa, apresente um plano de carreira, ofereça cursos de aperfeiçoamento e benefícios por metas: isso irá motivar para que o profissional dê o seu melhor. Uma política de comissão por indicação, por exemplo, pode criar novos vendedores, independente da área em que atuam.

Qualidade de Vida

Conheça seu colaborador, quais as suas potencialidades e dificuldades, e tente adaptar a rotina de trabalho para que seja boa tanto para a empresa como para o profissional. Se ele passa muito tempo no trânsito, é possível liberar o home office algumas vezes na semana? Se gostaria de almoçar em casa, conseguiria trabalhar meia hora depois do horário e ampliar o horário de almoço? Analise cada caso e veja se com pequenas adaptações, a empresa pode proporcionar uma melhor qualidade de vida para os colaboradores. De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, um trabalhador feliz é, em média, 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% a mais em comparação com outros.

Deixe um comentário